no final do ano passado, aconteceu o Future Generation Art Prize, lá na Ucrânia. o prêmio foi criado para apoiar a nova geração de artistas contemporâneos, os chamados artistas emergentes. foram 6 mil inscritos. gente de 125 países de todos os continentes do mundo. os jurados, só os mais finos e, entre eles, o brasileiro Ivo Mesquita, o curador da 28a. bienal de SP. a cerimônia de premição reuniu num mesmo local, coisa que nunca tinha acontecido antes, Damien Hirst, Andreas Gursky, Jeff Koons e Takashi Murakami. foram 20 finalistas e um prêmio principal de 100 mil doláres. e gente, quem ganhou?

a mineira, de belo horizonte, Cinthia Marcelle.
ela subiu no palco, o moço leu o nome dela no cartãozinho, tipo and the oscar goes to.. eu já vi o video dela recebendo o prêmio mais de mil vezes e não canso de me emocionar. ela é a mais importante, a mais bonita, a mais legal do mundo.

a obra que a levou ao topo da arte contemporânea mundial (GENTE) é o video chamado Cruzada, play aí embaixo.

eu preciso dizer, porque eu não estou me aguentando, que a cinthia é minha amiga. um dia antes dela ir para a premiação, a gente se encontrou por coincidência na rua, sentamos um bocadinho no bar e brincamos: imagina, cinthia, cê ocê ganhar?

<3

Anúncios

Queria dizer que estou apaixonada pelo senhor artista argentino Luis Felipe Noé, que eu já deveria ter conhecido mas eu não conhecia, que eu vi no Mam do Rio, e acho que quem tiver a oportunidade de ver temque, porque é muito lindo. Ele fala de amor, ele critica o sistema, ele é colorido, ele tem que ser visto de perto, ele tem que dar uns passos pra trás e ser visto de longe, ele é lindo, é isso.

hm, num tem a menor graça ver quadro pela internet..
no primeiro quadro, que se chama reflexiones sobre el amor. “imbeciles, el amor no es un supositorio contra la soledad.”

com vocês, Anne Pattrice. ex-tuiteira querida da minha timeline. hoje, só no resta a amizade ; ))

não é porque a natalie portman está linda.
nem porque o diretor é o darren aronofsky, o mesmo de ‘requiem for a dream’.
é porque ‘cisne negro’ – o filme que acabou de estreiar nos EUA e já está até bem cotadinho para o oscar – explora um esforço mental ameaçador para a bailarina nina [vivida por natalie], que acaba de receber o árduo papel de Rainha dos Cisnes, na companhia da qual faz parte.

como eu <3 torrents, baixei.
mas o trailer tá aqui, ó:

mais anne, aqui.

dizer o quê, brasil??
amei esse projeto do artista inglês Oliver Bishop-Young
claro que meu preferido é o da piscina. preciso de uma caçamba ur-gen-te.

beijos, ste, e seus emails maravilhososh.

Vivian Maier trabalhou 40 anos como babá em Chicago. Nos seus dias livres, saía para fotografar as ruas da cidade e também de Nova York. O impressionante é que ela nunca mostrou a ninguém o que capturava com sua Rolleiflex. Na verdade, a maioria do trabalho dela nem ela mesma via. Um rapaz de 29 anos foi quem descobriu rolos e mais rolos de filme, cerca de 100 mil negativos e, claro, sente que tem nas mãos um tesouro. Vivian morreu aos 83 anos sem saber que era uma das maiores fotógrafas de rua de todos os tempos.

Para ver mais fotos: http://vivianmaier.blogspot.com/
(o blog do John Maloof que está digitalizando todo o arquivo pessoal da fotógrafa e batalhando por documentário, livro, exposição e o reconhecimento deste trabalhado silencioso e maravilhoso.)

Dica do querido Fel.

Oi!
Hoje eu
(a querida Giuliana Xavier)
estou aqui porque a Elisa pediu pra eu mostrar algo bonito.

O que oferecer além do céu – as nuvens, os astros, o que enxergamos e também o que atravessa-nos, rumo ao infinito: tão belo.

Já imaginou, surfar numa nuvem?
Pois é o que as pessoas fazem no extremo norte da Austrália, quando avistam uma Morning Glory. A imponente nuvem horizontal que pode estender-se por 1500 quilômetros e viajar a velocidades de até 50km/h, atrai pilotos de planadores e ultraleve de todo mundo para observar toda a extensão da sua beleza. Grandioso,


E se o universo fosse uma caixinha de música?
Neste site, uma animação trabalha o tempo em escala interplanetária: os sons são gerados pelas frequências orbitais do nosso sistema solar. Singelo,

Um brinde à beleza do todo, o visível e o intocável, 2011.

Um brinde a você, Giu. Obrigada. A gente aqui te adora.

 

 

“A cada semana, um fotógrafo é convidado para fazer suas primeiras imagens do dia, sempre antes do café da manhã.” O – Acorda, amor – projeto da fotógrafa Fernanda Prado, é de encher os olhos <3 A foto acima é do France Dubois e a abaixo da Larissa Margulies.

 

Acorda, amor.