novo?

"

é do ano passado. mas tudo bem. tô tentando sair de uma fase vintage, que não passa.

picture-1

picture-21

picture-3

picture-4

picture-51

gostei muito desse cara.

Anúncios

o foodgawker, como o nome em inglês diz, é de deixar a gente de boca aberta. ele é uma galeria onde outros blogs e sites de gastronomia postam suas melhores receitas. aí, ele fica assim, com essa carinha deliciosa, pra gente ir navegando e ver o que mais deu vontade de comer. é só clicar na foto mais apetitosa que ele abre a receita no site “original”.

foodgawer

eu não me orguho nada de não saber fazer nem um arrozinho… mas eu sou ótima pra picar as coisas, lavar a louça, colocar a mesa. se um dia algum de vocês for fazer uma dessas receitas, não exite em me chamar. porque eu sou ótima de garfo, também.

picture-2

tem a moça de trinta anos que trabalha como taxidermista. o senhor de 67 anos que conserta coisas que a gente acha que ninguém usa mais: gravadores de voz, fax, máquinas de escrever. o rapaz que toca música no metrô. a cantora de piano bar.

o dia a dia dessas pessoas virou uma galeria chamada One in 8 Milion, que está no site do New York Times. e pra ficar ainda mais diferente, as matérias não tem texto. são só fotos e o áudio, de cada uma dessas pessoas, contando sua própria história. tipo imperdível.

4457190

eu estava um pouco muito nervosa.

de qualquer forma, eu continuo detestando que se aproveitem da simplicidade dos outros.

"

vi no update or die essa manhã. desde então não consigo parar de chorar. não me importa ser um viral. e eu não tô chorando porque ela arrebentou a boca do balão e deixou os inglesinhos todos calados, não. as lágrimas são por conta do nosso preconceito. desse, que a gente tem de gente mais simples, que é o que mais me corrói. algo que beira o ridículo, como diz o michel. que faz a gente negar gente como a gente, e dar mais valor ao pessoalzinho cheio de si. aos riquinhos, escovadinhos, inteligentinhos. de todo mundo fazer carinha quando uma senhora como esta entra no palco. de estarem todos, sem exceção, prontos para debochar. praticamente felizes à espera da humilhação. não pode ser tão surpreendente uma pessoa simples ser talentosa. se fuderam. se fuderam. dançaram todos.

minha senhora, receba os meus mais sinceros parabéns. pela simplicidade, bom-humor e, finalmente, por sua voz.

UPDATE: não se fuderam tanto, soltaram esse viral.

Todo equipado, preparado na linha de partida
Daqui a pouco vai ser dada a saída
Todo mundo nervoso e eu não tó nem aí

(O importante é competir!)

Então tá, vamo lá, nem vou me preocupar
Já tá tudo armado pra eu me conformar
Eu vou tentar só pra não falar que eu nem sou atleta

Ia ser legal chegar junto na frente
Mas iam falar que quero ser diferente
Tá bom demais, pelo menos eu não saio da reta
Por isso eu sempre sou

Terceiro! Ôba-Ôba!
Terceiro! Ôba-Ôba!
Terceiro! Ôba-Ôba!
Terceiro! Ôba-Ôba!
Terceiro!
Pra mim tá louco de bom!

Marcando passo vou seguindo sem ser muito ligeiro
Com cuidado pra não ser o primeiro
É bonito, eu imito mas o pódium não é pra mim

(Eu não sou a fim!)

Se eu me esforço demais vou ficar cansado
Já dá pra enganar eu ficando suado
Se reclamarem eu boto a culpa no patrocinador

Não botaram fé porque não ia dar pé
Não ia dar pé porque não botaram fé
De qualquer forma eu pego um bronze porque eu gosto da cor
Por isso eu sempre sou

Terceiro! Ôba-Ôba!
Terceiro! Ôba-Ôba!
Terceiro! Ôba-Ôba!
Terceiro! Ôba-Ôba!
Terceiro!
Pra mim tá louco de bom!

Ultraje a Rigor, Terceiro.