detalhes

"

Não adianta nem tentar
Me esquecer
Durante muito tempo
Em sua vida
Eu vou viver

Detalhes tão pequenos
De nós dois
São coisas muito grandes
Prá esquecer
E a toda hora vão
Estar presentes
Você vai ver

Se um outro cabeludo
Aparecer na sua rua
E isto lhe trouxer
Saudades minhas
A culpa é sua

O ronco barulhento
Do seu carro
A velha calça desbotada
Ou coisa assim
Imediatamente você vai
Lembrar de mim

Eu sei que um outro
Deve estar falando
Ao seu ouvido
Palavras de amor
Como eu falei
Mas eu duvido
Duvido que ele tenha
Tanto amor
E até os erros
Do meu português ruim
E nessa hora você vai
Lembrar de mim

A noite envolvida
No silêncio do seu quarto
Antes de dormir você procura
O meu retrato
Mas da moldura não sou eu
Quem lhe sorri
Mas você vê o meu sorriso
Mesmo assim
E tudo isso vai fazer você
Lembrar de mim

Se alguém tocar
Seu corpo como eu
Não diga nada
Não vá dizer
Meu nome sem querer
À pessoa errada

Pensando ter amor
Nesse momento
Desesperada você
Tenta até o fim
E até nesse momento você vai
Lembrar de mim

Eu sei que esses detalhes
Vão sumir na longa estrada
Do tempo que transforma
Todo amor em quase nada
Mas “quase”
Também é mais um detalhe
Um grande amor
Não vai morrer assim
Por isso
De vez em quando você vai
Vai lembrar de mim

Não adianta nem tentar
Me esquecer
Durante muito
Muito tempo em sua vida
Eu vou viver
Não, não adianta nem tentar
Me esquecer

Anúncios

5 Responses to “detalhes”

  1. Ju Sampaio Says:

    Como disse o Caetano: é sempre bom saber quem a gente chama de rei.

  2. Juliana Says:

    Elisa, tenho um “presente” pra você. Se pudesse, imprimiria e te mandaria pelo correio, mas, diante dessa impossibilidade, mando por aqui. Não fui eu quem tirou a foto, mas a achei de uma delicadeza e de uma simplicidade incríveis e, assim que a vi, lembrei-me de você.
    Segue o link: http://www.flickr.com/photos/cloughridge/2879630505/
    Vi seu fotolog e achei suas fotos lindas, lindas.

    Beijocas.

  3. Maria Clara Says:

    Depois de ler um pouquinho seu blog de indico um livro que se chama “Eu sei que vou te amar” de Arnaldo Jabor, acho que vai gostar! Lindo blog o seu! beijos

  4. Lila Says:

    As vezes o amor é mesmo indigesto… Nunca tinha entrado no blog, nem sei mesmo como vim parar aqui… Mas ao (re)ler Detalhes, senti um arrepio que sei que nunca vai passar. Essa música é tão universal, e ao mesmo tempo tão específica pra cada um. Todo mundo tem alguém em quem pensar quando ouve essa música. E quem não tem, pode esperar. Vai ter. Beijos

  5. juliana Says:

    ai ai…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: